Rede Social

O que é?

É uma medida de política social que reconhece e incentiva a actuação das redes de solidariedade local no combate à pobreza e exclusão social e na promoção do desenvolvimento local.
Define-se como um fórum de articulação e congregação de esforços que se baseia na livre adesão por parte das autarquias e das entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos que nela queiram participar.

Para quê?

A Rede Social pretende contribuir quer para a erradicação ou atenuação da pobreza e da exclusão social quer para a melhoria em geral da qualidade de vida de todos os residentes no Concelho.

Como?

A metodologia de rede consiste no planeamento integrado assente na conjugação de esforços e na definição de prioridades e estratégias participada por todos os agentes locais.

Princípios do Desenvolvimento Social em Rede:

  • Articulação estreita entre prioridades globais e especificidades locais;
  • Incentivo à mais valia das relações de cooperação e de parceria entre organismos públicos e iniciativa social privada;
  • Territorialidades da intervenção social;
  • Rentabilização das práticas e estruturas de solidariedade já existentes;
  • Reconhecimento da importância do sector social.

Modelo de Funcionamento:

A Rede Social assenta no princípio da parceria e no reconhecimento de complementaridades, organizando-se a partir de fóruns de âmbito concelhio, denominados respectivamente, como Conselhos locais de acção social (CLAS).

Objectivos estratégicos da Rede Social:

  • Desenvolver uma parceria efectiva e dinâmica que articule a intervenção social dos diferentes agentes locais;
  • Promover o planeamento integrado e sistemático potenciando sinergias, competências e recursos a nível local;
  • Garantir uma maior eficácia do conjunto de respostas sociais no Concelho e freguesias.

Objectivos específicos da Rede social:

  • Induzir o Diagnóstico e o Planeamento Participados;
  • Promover a coordenação das intervenções ao nível Concelhio e de Freguesias;
  • Procurar soluções para as famílias e pessoas em situação de pobreza e exclusão;
  • Formar e qualificar agentes envolvidos nos processos de desenvolvimento local no âmbito da rede social;
  • Promover uma cobertura adequada do Concelho por serviços e equipamentos;
  • Potenciar e divulgar o conhecimento sobre as realidades concelhias.

O Concelho Local de Acção Social de Torre de Moncorvo é um órgão local de concertação e congregação de esforços que visa desenvolver o Programa da Rede Social, através da implementação de uma nova forma de actuação, no sentido de construir um trabalho articulado entre todos os Agentes Sociais para o reconhecimento das necessidades, dos recursos, das respostas e da prevenção, com o objectivo de obter uma maior eficácia e eficiência no combate à pobreza e exclusão social e na promoção do desenvolvimento social do concelho.

ENTIDADES QUE ADERIRAM E ESTÃO REPRESENTADAS NO CLAS:

PLENÁRIO: (modalidade alargada)

  • Câmara Municipal de Torre de Moncorvo;
  • Centro Distrital de Segurança Social de Bragança;
  • Administração Regional de Saúde – Centro de Saúde Integrado de Torre de Moncorvo;
  • Instituto de Emprego e Formação Profissional de Torre de Moncorvo;
  • Agrupamento de Escolas do Concelho de Torre de Moncorvo;
  • Guarda Nacional Republicana;
  • Fundação Francisco António Meireles;
  • Santa Casa da Misericórdia de Torre de Moncorvo;
  • Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torre de Moncorvo;
  • Centro Social e Paroquial de Carviçais;
  • Centro social e Paroquial de Felgueiras;
  • Centro Social e Paroquial de Larinho;
  • Associação de Bem -Fazer de Mós;
  • Associação Sócio - Cultural de Peredo dos Castelhanos;
  • Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Junqueira;
  • Associação Sócio - Cultural e Recreativa de Felgar;
  • Junta de Freguesia de Açoreira;
  • Junta de Freguesia de Adeganha;
  • Junta de Freguesia de Castedo;
  • Junta de Freguesia de Felgar;
  • Junta de Freguesia de Horta da Vilariça;
  • Junta de Freguesia de Lousa;
  • Junta de Freguesia de Maçores;
  • Junta de Freguesia de Peredo dos Castelhanos;
  • Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo;
  • Associação dos Comerciantes e Industriais de Moncorvo;
  • Douro Superior - Associação Desenvolvimento.


NÚCLEO EXECUTIVO: (modalidade restrita)

  • Câmara Municipal de Torre de Moncorvo;
  • Centro Distrital de Segurança Social de Bragança – Serviço Local  de Torre de Moncorvo;
  • Centro de Saúde Integrado de Torre de Moncorvo;
  • Guarda Nacional Republicana;
  • Santa Casa da Misericórdia de Torre de Moncorvo;
  • Agrupamento das Escolas do concelho de Torre de Moncorvo;
  • Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo.

ETAPAS IMPLEMENTADAS NA REDE SOCIAL:

1. Constituição do Núcleo Executivo
2. Constituição do Conselho Local de Acção Social (CLAS)
3. Aprovação do Regulamento Interno do CLAS
4. Aprovação do Pré - diagnóstico


5. Elaboração do Diagnóstico social:

  • Caracterização Actual do Concelho;
  • Definição de prioridades de intervenção.

6. Plano de desenvolvimento social:

  • Definição de objectivos e estratégias;
  • Elaboração do Plano de Acção com definição de projectos
    integrados e acções prioritárias.

ETAPAS A IMPLEMENTAR NA REDE SOCIAL:

7. Implementação de Programas e Projectos