Rota da Cigadonha

  • Tem início junto à antiga Escola Primária e segue até à zona da Cigadonha, onde se situam às “Ruínas Castrejas da Cigadonha”. Desenrola-se por caminhos de muita história utilizados pelos nossos antepassados nos seus afazeres diários, com os carros de bois carregados de madeiras ou fenos ou a pé para irem lavar as roupas nos ribeiros. Destaque também para os vários locais onde a população da aldeia ia malhar o pão.

    A rota passa por lugares emblemáticos como a Calçada do Carvalhal, Canelha das Lagas, Bouça das Almas, Castro da Cigadonha, Cigadonha, Calçada da Cigadonha, Fraga da Lage e Fonte do Prado.

    Durante o percurso pode admirar as belíssimas paisagens que envolvem muitos lugares com histórias vividas ou ficcionadas que passam de geração em geração.

     

    Características

    Localização: Carviçais, Torre de Moncorvo
    Extensão: 6,5 Km
    Duração média a pé – 2 horas e 30 minutos
    Dificuldade – Média
    Âmbito – Desportivo, Cultural e Ambiental
    Época Aconselhada – Primavera e Outono
    Coordenadas Geográficas:  41º 10’56.83”N   6º 53’38.52”O

     

    RECOMENDAÇÕES AO CAMINHANTE

    • Informe-se sobre as condições meteorológicas locais.
    • A preparação física deve ser adequada ao percurso que vai fazer.
    • O equipamento, a levar, deve tomar em consideração as condições meteoroló- gicas e a duração da caminhada.
    • Não parta excessivamente vestido.
    • A hora de partida deve ser tomada em conta para que o percurso seja per- corrido durante o dia.
    • Ande lenta e progressivamente sem se cansar.
    • Caso seja apanhado por alguma dificuldade, meteorológica ou outra, deve manter a calma e se necessário abortar a caminhada. Durante um temporal, abandone os cumes das montanhas e os pontos expostos, não se abrigue debaixo de árvores e liberte-se de objectos metálicos.
    • Recorra às novas tecnologias e faça por manter sempre o contacto com alguém que esteja em zona povoada.
    • Seja sincero consigo mesmo e não se sobrevalorize. Evite riscos inúteis.
    • Mantenha-se sempre concentrado.
    • Coma pouco e muitas vezes e beba de modo a nunca sentir fome ou sede.
    • Quando a caminhada é feita em grupo, não permita que este se disperse demasiado. O contacto visual entre os elementos do grupo é fundamental.
    • Atenção, durante a época de caça, alguns percursos podem ser perigosos.

     

  • Além de apreciar o património natural pode ainda vislumbrar os vestígios históricos e arqueológicos aqui existentes, entre eles:

    Castro da Cigadonha

    Povoado fortificado provavelmente da idade do ferro, onde se ergue um cabeço, no alto do qual se vêm trechos de forte muralha considerada pelo povo como um castelo dos Mouros. Estão ainda visíveis fragmentos que remontam à idade do ferro.

    Bouça das Almas

    Conta a lenda que neste local houve uma batalha muito grande, onde se bouçaram ali muitas almas. Próximo fica a chamada Fraga do Rei, pois segundo dizem este terá ali pernoitado. Existia aqui também um pinhal que chegava até a Cigadonha e que pertencia ao Rei.

    Ribeira da Cigadonha

    Ribeira do Carvalhal

    Calçada do Carvalhal

    Via de passagem utilizada pelas pessoas na sua rotina diária de Carviçais para os terrenos do Carvalhal e Souto.

    Mata do Carvalhal

    Calçada da Cigadonha

    Em tempos passados era a única via de acesso aos terrenos e lameiros existentes na Cigadonha e também era utilizada pelas mulheres para irem lavar a roupa ao ribeiro. Esta calçada é datada de 1776, podendo esta inscrição ver-se numa pedra existente no local.

    Escola Primária

    • Castro da Cigadonha

      Povoado fortificado provavelmente da idade do ferro, onde se ergue um cabeço, no alto do qual se vêm trechos de forte muralha considerada pelo povo como um castelo dos Mouros. Estão ainda visíveis fragmentos que remontam à idade do ferro.
    • Bouça das Almas

      Conta a lenda que neste local houve uma batalha muito grande, onde se bouçaram ali muitas almas. Próximo fica a chamada Fraga do Rei, pois segundo dizem este terá ali pernoitado. Existia aqui também um pinhal que chegava até a Cigadonha e que pertencia ao Rei.
    • Ribeira da Cigadonha

    • Ribeira do Carvalhal

    • Calçada do Carvalhal

      Via de passagem utilizada pelas pessoas na sua rotina diária de Carviçais para os terrenos do Carvalhal e Souto.
    • Mata do Carvalhal

    • Calçada da Cigadonha

      Em tempos passados era a única via de acesso aos terrenos e lameiros existentes na Cigadonha e também era utilizada pelas mulheres para irem lavar a roupa ao ribeiro. Esta calçada é datada de 1776, podendo esta inscrição ver-se numa pedra existente no local.
    • Escola Primária