Rio Douro

  • 01

O concelho de Torre de Moncorvo é abrangido numa grande extensão pelo vale do Rio Douro. O território, incluído pela Região Demarcada do Douro e área classificada como Património da Humanidade, pela UNESCO, possui uma paisagem cultural viva, obra combinada do Homem e da natureza. Assim, se a cultura dominante no vale é a vinha, que gera o precioso néctar - vinhos do Porto e do Douro – e deslumbra os sentidos, não devemos esquecer as grandes plantações do olival e do amendoal, que no final do inverno cativam os turistas com a beleza da sua flor. Há ainda a referir uma grande variedade de espécies botânicas – carrasco (quercus coccifera) azinheira (quercus rotundifolia), a esteva, a giesta, a urze, o zimbro, o carvalho cerquinho, a cornalheira, o lodão ou o freixo. Quanto à fauna devemos referir as diferentes espécies de aves, sendo as mais importantes as rupícolas – Grifo, Abutre do Egipto, Águia-real, Águia de Bonelli, Falcão Peregrino, Corvo, Gralha-de-bico-vermelho e Bufo real – sendo igualmente muito relevantes a Pega-azul, o Chasco-preto, o Melro das rochas, a Cegonha preta, a Garça-real, entre várias espécies de patos e mergulhões. Entre os mamíferos temos o Lobo, a Raposa, o Texugo, a Fuinha, o Corço, o Javali, o Coelho, a Lebre, a Lontra e várias espécies de morcegos.
Todo este enquadramento são motivos de sobra para visitar as freguesias de Lousa, Cabeça Boa, Torre de Moncorvo, Açoreira, Urros e Peredo dos Castelhanos.