Igreja Matriz de Carviçais

Começou a ser construída no século XVI, durante a crise de 1580, nos reinados do cardeal D. Henrique, ou já Filipe I e mereceu acrescento, nos finais do século XVII e primórdios do século XVIII. Com efeito, notamos que foram licenciadas obras em 1657 que estavam concluídas em 1702, data inscrita no centro do tímpano do frontão.

A planta da Igreja Matriz de Carviçais é com talha e policromia do século XVII. Este templo carviçaense, caracteriza-se pelo tipicismo do adro que o circunda lajeado a granito e resguardado por paredes, decoradas com cunhais, pilastras, encimados por dezasseis pináculos piramidais de meia gola, que terminam em esferas todas assentes em supedâneos cúbicos, com cornija envolvente também de meia cana que, a meia altura, sustentam uma pedra granítica que serve de bancada.