• Áreas de Atuação
  • Florestas
  • P.F. da Serra do Reboredo

Perímetro Florestal da Serra do Reboredo

O plano de arborização foi publicada no Diário do Governo em 2 de janeiro de 1912, de destacar o Dr. Constâncio Arnaldo de Carvalho, que foi Presidente da Câmara de Torre de Moncorvo na altura, e impulsionador da reflorestação da floresta do Roboredo, cujo Memorial em sua homenagem foi colocado na Serra como agradecimento.

O Perímetro do Reboredo faz parte do Plano de Regional de Ordenamento Florestal do Douro (PROF Douro Decreto Lei nº4 de 22 de Janeiro de 2007) é definida como mata modelo por ser representativa, em termos de diversidade e gestão, de manchas florestais com elevado interesse do ponto de vista da diversidade florestal e de conservação e proteção. A gestão do Perímetro do Reboredo é realizada e pela câmara por co-gestão com o ICNF.

A Serra do Reboredo cujo nome virá do latim “Robur” que por sua vez é a designação dos carvalhais existentes na serra, fazem parte da maior mancha de carvalhos do nordeste transmontano. O Reboredo conserva, no seu subsolo, riquíssimos jazigos de hematite, constituindo uma das mais importantes da Europa.

O Perímetro Florestal do Reboredo apresenta uma área de registo 482 ha e uma área efetiva de 373,5 ha, (fonte: retido do Plano de Gestão Florestal). As espécies florestais mais predominantes são: Sobreiro (Quercus suber); Azinheira (Quercus rotundifolia); Carvalho Cerquinho (Quercus faginea), Carvalho Negral (Quercus Pyrenaica), Zimbro (Juniperus oxycedrus), Pinheiro-Bravo (Pinus pinaster), Tojo (Ulex europaeus), Urze (Erica arbórea) e Giestas (Spartium junceum).

As espécies cinegéticas existentes no Perímetro Florestal do Reboredo são: Coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus); Lebre (Lepus granatensis); Raposa (Vulpes vulpes); Perdiz -vermelha (Alectoris rufa); Codorniz (Coturnix coturnix); Pombo-das-rochas (Columba livia); Rola (Streptopelia Decaocto), Javali (Sus scrofa); Galinhola (Scolopax rusticola); Narceja (Gallinago gallinago).

Vídeo fauna e flora

Projetos

Está a ser realizado um projeto de aproveitamento turístico e florestal da Serra do Reboredo, pretende contribuir para a definição do perfil de aproveitamento turístico da região, e promover uma maior diversificação de tipos e formas de turismo que respeitam a natureza, as suas gentes e favoreçam a fixação de pessoas e o desenvolvimento harmonioso da região. Este projeto conta com a implementação e realização de dois percursos pedestres circulares: percurso Belas Vistas/ variante do Corço e o percurso do percurso Belas Vistas/ Lobo, a divulgação e promoção do projeto através de novas tecnologias, observatórios, painéis informativas e interpretativas, criação de faixas de gestão de combustível e sinalética.